Miguel Falabella diz se tem Aids e desabafa: ‘Sofri muito’

Postado por , no dia 12 de abril de 2017 em Sem categoria
ator-e-roteirista-imagemgoogle_1266999

Modo de Preparo

Ator e roteirista revela que ficou um mês sem sair de casa, pois pessoas olhavam com nojo para ele.

Em entrevista ao programa ‘Pensando Alto’, um espécie de “vlogue” da ‘Folha de São Paulo’, o ator e roteirista Miguel Falabella fez confissões sobre a sua vida e seus pensamentos. Ele lembrou, por exemplo, que, na década de 1980, quando a Aids se tornou uma doença conhecida e muitos atores e cantores morreram por conta da enfermidade, surgiu um boato de que ele também possuía. “Sofri muito”, contou Miguel, que chegou a ficar, segundo ele, um mês sem sair do quarto. A doença famosa acabou matando nomes como Cazuza, que chegou a fazer shows magérrimo. O ex-apresentador do ‘Vídeo Show’ conta que o boato se tornou tão grande que ele chegou a fazer exames de sangue para saber se era mesmo soropositivo, mas que, felizmente, não tinha essa doença.

O apresentador conta um episódio que, ao entrar em uma loja, as pessoas simplesmente viraram o rosto para ele. De lá para cá, após a exposição do que de fato é o HIV e como funciona a doença que ele pode ou não gerar, a Aids, a cabeça das pessoas mudou bastante. Como lembrou o escritor de seriados como ‘Pé na Cova’, quando tudo virou manchete dos jornais, as pessoas ainda não tinham informações sobre a doença, mas ao verem famosos morrerem, acreditavam que somente de encostar em alguém poderia morrer também. As únicas maneiras de se contrair o vírus envolvem o contato com o sangue do infectado. Uma das principais formas é através das relações sexuais sem camisinha.

Pensamento sobre violência e penas brasileiras

Ainda no ‘Pensando Alto’, da ‘Folha se São Paulo’, Miguel falou sobre outros temas, como o que pensa do fato de assassinos estarem soltos. Ele citou o polêmico caso envolvendo a atriz Daniela Perez, filha da autora de novelas Glória Perez. Daniela foi morta pelo ator Guilherme de Pádua e pela companheira dele. Na época do assassinato, Pádua e Perez estavam em ‘De Corpo e Alma’, novela da Globo assinada pela mãe da jovem atriz. O enredo acabou sendo encurtado e Glória entregou os capítulos finais nas mãos de outro autor, já que não tinha capacidade psicológica de continuar a escrever. Atualmente, ela luta pela memória da filha e para evitar que casos parecidos voltem a se repetir. Glória é autora da atual novela das nove da TV Globo, ‘A Força do Querer’.

Miguel argumentou que acha um absurdo saber que alguém foi morto e a pessoa que matou, anos após pagar a pena, consegue viver linda e com uma vida normal. E você, o que pensou sobre a argumentação do artista veterano da Globo? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante. #Saúde

Ingredientes
  • ;;;
Imprimir ou Salvar
Esta Receita
Envie pelo
Whatsapp
Comente nesta receita

Busca

Novidades

Área de Assinantes

Meu Livro de Receitas
Faça o seu login abaixo para listar suas receitas

Esqueci minha senha
Quero me registrar

Categorias

Curta no Facebook

-->