6 coisas que nenhum ginecologista fala, mas odeia em suas pacientes

Postado por , no dia 28 de maio de 2017 em Sem categoria
Captura de Tela 2017-05-28 às 22.39.04

Modo de Preparo

Elas têm várias neuras e eles não gostam de boa parte dessas condutas.

As mulheres precisam manter a sua saúde íntima em dia e, para isso, elas recorrem aos ginecologistas. Os profissionais da saúde são os indicados para tratarem do órgão genital delas. Para isso, as representantes do gênero feminino se consultam com ginecologistas. Os médicos são seres de confiança e, certamente, não vão dividir o que acontece em um consultório em qualquer outro local. O que muitas mulheres não sabem é que os ginecologistas também têm seus sentimentos e não gostam de tudo o que acontece no consultório. Não é porque eles não falam sobre isso, que deixem de gostar de uma ou outra atitude. Pensando nisso, fizemos uma lista de coisas que os profissionais da saúde não gostam, mas não falam nesse momento.

1 – Deixar de fazer uma consulta por vergonha – Nada pior do que dar esse motivo para não ir ao médico. Desde muito novas, as mulheres são incentivadas a procurarem esse especialista. Mesmo assim, algumas não frequentam o #ginecologista por medo ou vergonha. Isso desestimula qualquer médico, que apenas tenta criar confiança entre as partes.

2 – Deixar de ir ao médico para fazer pesquisas sobre suas partes íntimas na internet – Hoje, a internet é uma grande auxiliar na vida das pessoa, mas ela não substitui o olhar atento do profissional que está acostumado a ver os mais diversos casos de doenças todos os dias. Além disso, muitas das informações na internet, apesar de trazerem algum ar de respeito, não passam de pura mentira.

3 – Não realizar uma consulta por medo de assédio – Acredite, o médico é preparado para receber todos os tipos de pacientes em seu consultório.

Ele faz isso o dia inteiro e jamais tomaria uma atitude de assédio com suas pacientes. Por isso, passou do momento dessa mulher desencanar de vez das coisas que acontecem.

4 – Deixar para realizar uma consulta ou exame, somente na última hora – Isso, certamente, é terrível, já que, caso a pessoa realmente esteja acometida de alguma enfermidade, terá ainda mais dificuldade para se curar.

5 – Não contar toda a verdade do que está sentindo, com medo de ser descoberta alguma doença – Antes de ir ao médico, o ideal é a paciente ter ciência que, para que o profissional possa ajudar essa mulher, ele tem que ter ciência de tudo o que acontece com ela.

6 – Não tomar os remédios indicados por acharem que já estão curada – Em alguns casos, a doença pode vir com ainda mais força e não foi para ficar mais doente que você procurou um profissional de saúde.

Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo.

Ingredientes
  • .
Imprimir ou Salvar
Esta Receita
Envie pelo
Whatsapp
Comente nesta receita

Busca

Novidades

Área de Assinantes

Meu Livro de Receitas
Faça o seu login abaixo para listar suas receitas

Esqueci minha senha
Quero me registrar

Categorias

Curta no Facebook

-->